Informativo




  • O que é IC?



    A IC (insuficiência cardíaca) consiste na incapacidade ou dificuldade do coração em bombear sangue de forma adequada às necessidades do organismo. A IC é considerada um importante problema de saúde publica, por atingir um elevado numero de pessoas e devido a sua alta taxa de mortalidade quando não tratada. De acordo com a Sociedade Brasileira de Cardiologia estima-se que existam no Brasil cerca de 6,4 milhões de pessoas com influência cardíaca. No ano de 2000 foram, realizadas no Brasil mais 398 mil internações devido a IC, com uma taxa de mais de 26 mil óbitos, número que superou o de mortes por AIDS e se comparou o de mortes por câncer.

    Quem pode sofrer de IC?

    - Pessoas que sofreram de um ou mais infartos de miocárdio.
    - Quem já fez alguma cirurgia de revascularização (ponte de safena) e/ou angioplastia.
    - Quem tem familiares com historia de IC.
    - Quem tem pressão alta (hipertensão) não tratada e não controlada adequadamente.

    Sintomas:

    Nas fases iniciais, a IC não causa muitos sintomas e pode passar despercebida. Com o passar do tempo, a pessoa vai apresentando falta de ar e cansaço quando realizam esforços físicos e esses sintomas se tornam cada vez menos intensos. Pode aparecer inchaço nas pernas e tosse noturna. Pode também acontecer da pessoa acordar à noite com falta de ar, precisando usar mais travesseiros para conseguir dormir. Nos casos mais graves de IC, a falta de ar é mais acentuada e aumenta com qualquer esforço físico, podendo ocorrer até mesmo em repouso.

    Sinais:

    -Aumento de peso.
    -Inchaço dos pés, das pernas, e nos casos mais graves, também da barriga.
    -Inchaço das veias do pescoço.
    -Desmaios.
    -A IC não tratada pode apresentar aumento do fígado e do baço, assim como alteração do nível de consciência, sonolência, torpor e, nos casos mais avançados, icterícia (coloração amarela na pele e mucosa).

    Como prevenir?

    Controlando os fatores de risco para problemas no coração, como:
    - Pressão alta.
    - Colesterol e triglicérides elevados.
    - Diabetes.
    - Tabagismo.
    - Falta de exercícios.
    - Obesidade.
    Os pacientes com pressão alta devem procurar mantê-la controlada seguindo as orientações médicas rigorosamente. O diagnostico precoce é a melhor forma de prevenção para impedir o estabelecimento e a progressão da doença. Através de sintomas e sinais, o medico pode determinar o estagio em que a doença se encontra e instituir a melhor forma de tratamento.

    Como tratar?

    Tratamento sem medicamentos:
    - reduzir o sal na comida.
    -reduzir a ingestão de álcool.
    -parar de fumar.
    -realizar atividades físicas, moderadas regularmente.
    Além do controle dos fatores de risco, existe hoje uma série de medicamentos eficazes e seguros para tratar a IC. Mas para um bom resultado é importante que você siga corretamente as orientações do seu médico. Nos casos mais graves e avançados de IC, para os quais já se esgotaram os recursos medicamentosos, o transplante cardíaco constitui uma forma cirúrgica consagrada, embora ainda de difícil realização devido a falta de doadores.

    Dicas:

    -Tenha hábitos saudáveis de vida, evite o tabagismo, o excesso de sal e álcool.
    -Tenha uma alimentação saudável reduzindo o consumo de comidas gordurosas e ricas em colesterol, como carnes gordas, manteiga, ovos. Prefira carnes magras e brancas, verduras e frutas.
    -Aqueles que têm pressão alta devem verificar periodicamente se ela se encontra de fato controlada. A hipertensão não controlada é um dos fatores de risco mais importantes de desenvolvimento de IC, principalmente quando associada a doença das artérias coronárias.
    -Quem já teve diagnostico de IC deve tomar vacina contra gripe profilaticamente todos os anos e de pneumonia a cada 3 anos.
    -Caso você tenha um parente próximo com problemas do coração, derrame, pressão alta, diabetes ou colesterol alto, consulte o seu médico periodicamente. -Faça exercícios físicos regularmente.





Unidades de Atendimento


    Unidade 1

    Rua Américo Brasiliense, 807 - Centro - Ribeirão Preto - SP

    (16)3636-3700

    (16)3636-3709

    (16)3941-6644

    (16)99462-6878

    Veja o mapa da unidade


    Unidade 2

    Rua Américo Brasiliense, 1252 - Centro - Ribeirão Preto - SP

    (16)3964-5656

    Veja o mapa da unidade


Laboratório de Microbiologia e Analises Clínicas Dr. Mello

CNPJ: 50.490.820/0001-87

Diretores Técnicos

Dr. Luiz Alberto Sader Gasparotto - bioquímico clínico - CRF-SP 6621

Dr. Amauri Cezar Romano - bioquímico clínico - CRF-SP 6281

 /laboratoriodoutormello

 @laboratoriodrmello

©2017 - Laboratório Dr.Mello - Todos os Direitos Reservados - Desenvolvido por Agência Ribernet